Coisas para se fazer ainda no Brasil

1º DECISÃO;
2º PASSAPORTE;
3º COMPRAR PASSAGENS;
4º CARTA CONVITE OU RESERVA DE HOTEL;
5º SEGURO SAÚDE PB4;
6º SEGURO VIAGEM;
7º FAZER UMA MEDIA DE QUANTOS EUROS LEVAR PARA 6 MESES (3 MESES COMO TURISTA E DEPOIS VOCÊ PODE SOLICITAR NO SEF, PARA FICAR POR MAIS 3 MESES)
8º JUNTAR DINHEIRO
9º PROCURAÇÃO DE PLENOS PODERES;
10º LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS;
11º MALAS/BAGAGENS;

1º DECISÃO
Avalie quais são suas motivações. Portugal não é um país para quem quer enriquecer ou juntar dinheiro. Portugal é um país para se ter qualidade de vida. Isto envolve segurança, boa educação para seus filhos e saúde descente para sua família, além de pagar o preço justo nos bens de consumo. Se esta é a sua intenção, você está tomando uma ótima decisão.

3º COMPRAR AS PASSAGENS (com ou sem escala)
Pesquise bastante para economizar. Procure passagens com os melhores preços. Se for possível, prefira comprar as passagens durante a baixa temporada na Europa que, é o período entre novembro e março. Em abril e maio, ainda pode-se encontrar bons preços. Dica: passagens com escala são mais baratas, porém um pouco mais cansativas. Já as passagens de vôo direto são menos cansativas, porém mais caras. Quanto à imigração, a verdade é que a imigração é uma caixinha de supresas e vai depender muito da pessoa que estará no setor de imigração. Boa sorte!

4º CARTA CONVITE OU RESERVA DE HOTEL
Essas são as duas formas de se provar a imigração que você tem hospedagem. A carta convite pode ser elaborada por um conhecido seu, português ou um brasileiro que esteja legal em Portugal e atesta que está pessoa será responsável por você durante sua estadia no país. A reserva de hotel é a opção para quem não tem como conseguir a carta convite.

5º SEGURO SAÚDE PB4
O PB4 é resultado de um acordo firmado em 1969 entre o Brasil e Portugal ( e outros países, como Espanha, Grécia, Itália, Cabo Verde e Chile), no qual todo beneficiário do INSS tem direito a um formulário que garante o atendimento deste em redes de saúde pública portuguesas, caso necessite, sem custos adicionais (uma das maiores vantagens).
Em outras palavras, o PB4 é como se fosse um passe para o “SUS” português. O atendimento é presencial em qualquer um dos Núcleos Estaduais do Ministério da Saúde, localizados nas capitais dos estados brasileiros.

6º SEGURO VIAGEM
O seguro é uma medida de prevenção que pode diminuir os transtornos de eventos como o extravio de bagagens ou a contração de alguma doença, ou até casos piores, como um acidente fatal, que pode gerar custos altíssimos de traslado.
O seguro de viagem pode ser contratado com um corretor ou em agências de viagem. Os preços variam de acordo com o tipo de cobertura e a idade do contratante.

7º QUANTOS EUROS DEVO TRAZER?
Isto é muito relativo, pois depende de quanto sacrifício cada um está disposto a fazer no começo. Os valores que vou listar abaixo servem de base, mas podem variar, pois cada caso é um caso.
- Pessoa Sozinha (Aprox. €380,00 a €520,00/mês)
250€ a 300€  (Aluguel de Quarto c/ despesas)
100€ (mercado)
60€  (transporte)

O restante fica para os extras (saúde, telemóvel, internet, lazer, etc)


8º JUNTAR DINHEIRO
Um dos principais fatores que vão determinar o sucesso em sua vida em Portugal é a quantidade de dinheiro que vai levar. Portanto, quanto mais dinheiro guardar, maior será a sua chance em obter sucesso em seus Planos.

Não há um limite de valor, mas é necessário apresentar, na entrada ou saída do território nacional, a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (DPV) caso o montante ultrapasse R$ 10 mil, ou equivalente em outra moeda.

9º PROCURAÇÃO DE PLENOS PODERES
Se trata de uma procuração feita em cartório, onde você autoriza uma pessoa de sua confiança a agir qualquer coisa em seu nome.

11º LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS
Consiste em reconhecer firma das assinaturas de seus certificados e leva-las para o consulado chancelar.

12º MALAS/BAGAGENS
Certifique-se do limite de bagagem permitido pela sua companhia aérea, leia todas as regras de bagagem tanto de mão quanto para despachar e lembre-se que turista deve levar coisas que indiquem que ele está a passeio. 

Quando chegar à Portugal

1º SE APRESENTAR AO SEF;
2º TIRAR O Nº DE CONTRIBUINTE (NIF);
3º TIRAR O CARTÃO DE TRANSPORTES;
4º COMPRAR CHIP PARA TELEMÓVEL;
5º DISTRIBUIR CURRÍCULOS (TENTAR UMA VAGA, CONQUISTAR UM CONTRATO / PROMESSA DE TRABALHO E REGRESSAR AO BRASIL PARA SOLICITAR O VISTO DE TRABALHO, POR MEIO DE CONTRATO / PROMESSA DE TRABALHO). BOA SORTE!

O prazo para se apresentar ao SEF é de 3 dias corridos. Você deverá comparecer ao SEF para declarar que está em solo português. Isso é aplicável apenas para vôo com escala em outro país. Portanto, se o seu vôo for direto, não há necessidade de comparecer ao SEF.

Conte connosco. Dúvidas? Envie-nos a sua questão: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Procuramos reunir no site, um conjunto de informação essencial e de interesse para os brasileiros que vivem em Portugal. No entanto, sabemos que este é um trabalho contínuo que nunca está terminado.

Contamos contigo para tornar este site mais completo. Se souber de alguma informação que deva ser adicionada ou corrigida, entre em contacto connosco, através do: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Associação Mais Brasil- O Brasil mais perto de você

#DicaAMB #AssociaçãoMaisBrasil #BrasileirosemPortugal

Facebook